Mostrar Categorias

Ouvido Absoluto - Quem pode ter um?

Marianna Soter
Marianna Soter

N√£o seria incr√≠vel se voc√™ pudesse reconhecer e nomear imediatamente qualquer som que escutasse? Ouvir uma melodia e em seguida conseguir cant√°-la com seus respectivos nomes de nota? Ou at√© mesmo ser capaz de escutar um som qualquer, com qualquer timbre (o som de uma campainha, por exemplo) e poder afirmar com total convic√ß√£o ‚Äúisso √© um R√©‚Ķ‚ÄĚ.

Orelha em preto em branco com sinais de som ao lado dela.

Isso acontece com alguns tipos de pessoas, aquelas que t√™m o tal do ‚ÄúOuvido Absoluto‚ÄĚ.

Mas como isso é possível?

Cogni√ß√Ķes

S√£o chamadas de ‚Äúouvido absoluto‚ÄĚ as pessoas que, sem treinamento pr√©vio, possuem a habilidade de decodificar tons e armazenar sons de maneira instintiva. Esses indiv√≠duos, se alfabetizados musicalmente, conseguem nomear e reconhecer padr√Ķes mel√≥dicos com extrema facilidade.

O lado esquerdo do cérebro é o responsável por receber e interpretar os sons que ouvimos. Segundo os neurologistas, existem indivíduos que possuem essa região mais ativa, mas a ciência ainda não sabe explicar ao certo por que isso ocorre.

Uma grande parte concorda que esse fen√īmeno pode ser causado por caracter√≠sticas gen√©ticas, por√©m, para que seu desenvolvimento aconte√ßa, o contato com a m√ļsica √© muito importante, principalmente na inf√Ęncia.

Atualmente, parte dos pesquisadores acreditam que é nos primeiros anos de vida que o ouvido absoluto é desenvolvido e que isso está diretamente relacionado com a mesma região cerebral responsável pelo aprendizado da linguagem. Existe inclusive a especulação de que essa característica é desenvolvida de maneira muito semelhante a que adquirimos os sotaques e nuances da língua materna.

Diferentes sensa√ß√Ķes

H√° muitos casos de ‚Äúouvido absoluto‚ÄĚ associados a sinestesia (que √© a associa√ß√£o de diferentes sensa√ß√Ķes em uma mesma impress√£o). Nessas circunst√Ęncias, o ouvinte pode acabar relacionando as notas musicais com cores, por exemplo. Ao que parece, essa associa√ß√£o √© diferente para cada pessoa.

Por√©m, como diriam por a√≠, "nem tudo s√£o flores‚ÄĚ na vida de quem foi agraciado com essa habilidade. Existem relatos de que, quem tem essa caracter√≠stica perceptual, apesar da grande facilidade em reconhecer as notas, t√™m geralmente dificuldade com contextos musicais mais amplos como a compreens√£o de harmonias, fraseados, inten√ß√Ķes mel√≥dicas ou mesmo r√≠tmicas.

Posso desenvolver um ouvido Absoluto?

Habilidades como memoriza√ß√£o de sequ√™ncias mel√≥dicas e harm√īnicas e reconhecimento das alturas das notas, n√£o s√£o privil√©gios de quem j√° nasceu com o "ouvido absoluto", √© poss√≠vel adquirir tudo isso atrav√©s da pr√°tica! Pode-se desenvolver o que chamamos de ‚Äúouvido relativo‚ÄĚ, ou seja, aquele que atrav√©s de exerc√≠cios de repeti√ß√£o, relaciona alturas em contextos mel√≥dicos e harm√īnicos. Existem v√°rios sistemas de ‚ÄúTreinamento Auditivo‚ÄĚ que criam diferentes caminhos para esse desenvolvimento.

Uma dica?

Ou√ßa, cante, toque muita m√ļsica e fa√ßa os cursos de Percep√ß√£o Mel√≥dica e Harm√īnica da MusicDot! L√° voc√™ vai encontrar explica√ß√Ķes, exerc√≠cios e muita mais pra te ajudar durante essa caminhada!