Mostrar Categorias

Como usar o campo harmônico para tocar uma música no violão

Daniel Montes Ribeiro
Daniel Montes Ribeiro

O campo harmônico é uma estrutura que nos mostra quais acordes temos disponíveis em cada tonalidade. Com ele podemos, rapidamente, acessar quais tríades são maiores, menores e diminutas, e quais tétrades têm 7.ª maiores ou menores. O violão e a guitarra são instrumentos que nos ajudam bastante a entender essa estrutura, visto que, utilizar o campo harmônico para tocar no violão, é uma experiência muito visual.

Vamos nos concentrar em como usar os cinco acordes mais empregados do campo harmônico maior, porém se você ainda não decorou o CH, essa é uma boa oportunidade! Basta lembrar quais tríades são maiores, menores e diminutas (apenas a 7a tríade é diminuta) e se a sétima de cada uma delas é maior ou menor. Confira abaixo a estrutura do campo harmônico maior:

Tríades | I | iim | iiim | IV | V | vim | viimb5 |

Tétrades | I7+ | iim7 | iiim7 | IV7+ | V7 | vim7 | viim7b5 |

Uma dica para achar cada acorde é usar pestanas, pois fica muito mais fácil de visualizar onde cada um fica em relação à tônica ou 1°grau (I). Para ficar ainda mais prático, vamos ver esses acordes em ação aplicando eles diretamente em 3 cadências que aparecem com muita frequência.

Cadência | I IV | V I |

Acordes com a tônica na 6.ª corda

Vamos começar com os 3 acordes que aparecem com mais frequência: I, IV e V (também chamados de tônica, subdominante e dominante, respectivamente). O IV está sempre na mesma casa que o I, só que na 5.ª corda, enquanto o V está um tom (duas casas) à frente do IV.

Estrutura dos acordes I, IV e V da tônica na sexta corda.

Ex:

Acordes com a tônica na 5a corda

O IV está sempre duas casas para trás, só que na 6.ª corda e o V está um tom (duas casas) à frente do IV (ou na mesma casa que a tônica, só que na 6.ª corda).

Estrutura dos acordes I, IV e V da tônica na quinta corda.

Cadência | I V | iv IV | e | IV IV | I - V |

O próximo acorde, vi (a tônica menor ou relativa menor), também aparece com frequência e, ele se encontra um tom (duas casas) à frente do V, a dominante, independentemente da Tônica estar na 6.ª ou 5.ª corda. Ele também se encontra um tom e meio (3 casas) para trás do I.

Estrutura dos acordes I, V, iv e IV da tônica na sexta corda.

Estrutura dos acordes I, V, iv e IV da tônica na quinta corda.

Cadência | I ii | V I |

Já o ii, também uma subdominante, é ainda mais fácil de localizar. O ii está sempre um tom (duas casas) à frente da tônica ( I ).

Acordes com a tônica na 6a corda

Estrutura dos acordes I, ii, V e I da tônica na sexta corda.

Acordes com a tônica na 5a corda

Estrutura dos acordes I, ii, V e I da tônica na quinta corda.

Conclusão

Experimente tocar as cadências em vários tons para se acostumar com a sonoridade delas. Assim, você vai começar a reconhecer elas em várias músicas! Entendendo como achar esses acordes no braço do violão fica mais fácil usar o campo harmônico para tocar. E essas são apenas três cadências que aparecem com grande frequência no rock, pop e em muitos outros estilos. Ainda temos os acordes iii e vii que completam a paleta de cores do campo harmônico maior, mas esse é assunto para outro artigo.