Mostrar Categorias

O que é o Campo Harmônico Menor?

Raul Mendes
Raul Mendes

Quando ouvimos falar sobre campo harmônico é natural que, quanto mais informações recebermos, mais dúvidas surgirem. E, se você está lendo esse texto, é porque se perguntou sobre “o que é campo harmônico menor”?

Antes de tudo é importante saber que campo harmônico é a organização dos acordes gerados a partir de uma escala, isso quer dizer que todas as escalas têm um campo harmônico, seja maior, menor ou diminuto, o que manda é qual delas será a base para essa organização. Sendo assim,o campo harmônico menor se baseia nas escalas menores.

Página em branco com instrumentos musicais ao redor dela.

Como montar um Campo harmônico menor?

Para a montagem precisamos organizar a escala em graus (vamos usar algarismos romanos), no caso da escala menor existem sete graus, usando a escala de E menor como exemplo, temos:

GrauAcorde
IE
IIF#
IIIG
IVA
VB
VIC
VIID

Cada grau dessa escala vai gerar um acorde para o campo harmônico, que no caso é o campo harmônico menor natural, já que a nossa escala matriz é a escala menor natural. Para gerar os acordes de cada grau vamos sobrepor dois intervalos à partir da fundamental do acorde, um de terça e outro de quinta (existem outros caminhos para chegar nesse mesmo resultado, mas por preferência, vamos seguir esse).

Quais os acordes do Campo harmônico?

A sobreposição que falei agora a pouco vai gerar um acorde diferente para cada grau, o resultado é esse:

GrauAcorde
ImEm
IIºF#º
IIIG
IVmAm
VmBm
VIC
VIID

Provavelmente você já deve ter visto esses acordes em uma ordem diferente, se desconhece, sem problemas, esses acordes são os mesmos que encontramos no campo harmônico maior o que muda é a ordem em que eles aparecem, no campo harmônico maior essa ordem aparece a partir do sexto grau, por isso é comum ouvir o termo “relativa menor” ou “relativa maior”.

Quando falamos em campo harmônico menor, um bom caminho é pensarmos em outras duas escalas menores, a menor harmônica e a menor melódica. Nelas vamos usar a mesma idéia para montar os acordes, sobrepor um intervalo de terça e um de quinta em cada grau da escala, o resultado dessa sobreposição gera esses acordes:

C.H Menor Harmônica

GrauAcorde
ImEm
IIºF#º
III+G+
IVmAm
VB
VIC
VIIºD#º

Resumindo:

C.H Menor Melódica

GrauAcorde
ImEm
IIºF#m
III+G+
IVA
VB
VIC#º
VIIºD#º

Resumindo:

Agora é com você!

O campo harmônico é uma ferramenta muito importante para o desenvolvimento musical e ter um bom domínio desse assunto é essencial para qualquer um. Minha dica final é sempre associar essas três escalas que usamos como base, com certeza vai ficar mais fácil de entender e visualizar as músicas que você está estudando. Existem outras formas de enxergar e escrever esses graus, mas isso fica para o nosso próximo papo! Abraço e bons estudos!